Tag: Turismo MG

Recanto do Cabeça

Localização: Betim, Minas Gerais.
Estrada: 3,3 km, partindo do centro da cidade.
Características: “O melhor hamburger do mundo”

Depois de ver uma boa repercussão nas redes sociais, sobre os novos produtos do Recanto do Cabeça, decidimos visitar.

O estabelecimento é um negócio local daqui da Cidade (que maravilha!) e ganhou um espaço no topo da lista dos melhores hamburgers que já experimentamos!

https://lh6.googleusercontent.com/-VYYL56s7fVo/VA5swvVcMhI/AAAAAAAABfQ/ZMvkMdz8mTg/s1400/IMG_6763.jpg

Pra começar, ao fazer o pedido de algum hamburger, recebemos opções de cebolas empanadas ou batatas (chips ou palito) como acompanhamento. É aí que tem mais uma parte boa: As batatas, além de serem deliciosas, são a vontade!

Uma inovação local que eles adorataram, foi a distribuição de luvas plásticas para manusear o hamburger (adeus papéis da bagunça). SUPER aprovado! 

Voltando aos hamburgers, as carnes são fabricadas lá mesmo, o que as deixam com um sabor incrível. E combinados com molhos e outros ingredientes que selecionaram, fica ainda melhor.

IMG_6762.jpg (830×553)

Tá amassadinho esse de salmão, né? Culpa do nosso amigo que não aguentou esperar a foto. http://mazeguy.net/expressive/yawn.gif Esmagou o pão, comeu um pedaço e deixou esse lado para ser fotografado, hahaha.

O atendimento foi excelente e ágil. Na primeira visita o hamburger saiu rapidinho.

E tem um detalhe: quem é que não gosta de encontrar tubos de catchup, mustarda e maionese livres na mesa? É tão chato receber aquelas mini embalagens, onde você não sabe se abre ou se desiste delas e arremessa logo na parede.

Detalhes fazem toda a diferença.

(mais…)

Continue a ler

Cachoeira do Lobo

Localização: Capitólio, Minas Gerais
Estrada: 16km de automóvel, partindo do centro de Capitólio.
Trilha: 300m, média/leve
Características: Linda cachoeira, fácil acesso.

 

A Cachoeira do Lobo fica dentro dos limites da Pousada e Camping do Lobo, em Capitólio/MG (279km de BH).

É cobrada uma pequena taxa de visitação para manutenção do local (na época que visitamos, era R$10/pessoa). A taxa não se aplica a quem está hospedado/acampado na Pousada.

Veja em 360° (clique e arraste a imagem ↓ )

 

A trilha é curta e de fácil acesso. A distância da Pousada até a cachoeira é de apenas 350m.


O caminho até ela é bem estruturado. Os proprietários melhoraram a trilha com cimento nas rochas, além de embutir escadas quando necessário. Um visual lindo para se admirar.

A cachoeira é muito linda e tem profundidade variada. Sua queda tem aproximadamente 15m. A água desce por um paredão de rocha formando um poço médio e redondo com água muito clara e tom esverdeado.

(mais…)

Continue a ler

Caverna da Chapada

Localização: Chapada, Ouro Preto, Minas Gerais
Estrada: 110km de automóvel, partindo de Belo Horizonte
Trilha: 1,7km de trilha + 800m de hidrotrilha.
Características: Trilha + hidrotrilha + caverna + cachoeira. Passeio fantástico!

 

Se você gosta de hidrotrilhas, cavernas e cachoeiras, esse post é pra você!

 

Esse lugar incrível fica na Chapada, que é um subdistrito de Ouro Preto.
Nós, e o casal Bárbara e Lucas, fomos acompanhados pelo Guia Sérgio Romão (ou apenas Chará).

Falamos do Sérgio aqui (no post “Camping do Chará”).

 

 

A paisagem até o destino final é maravilhosa! Um platô para se aproveitar.

 

Após uma trilha de 1,7km por estrada e uma hidrotrilha rio acima de 800m, encontramos uma caverna, de onde vinha toda a água que nos deparamos pelo caminho.

A correnteza é forte. É aconselhável saber nadar e estar equipado.

O volume de água estava bom e o dia ensolarado. Evitando riscos de inundação. E então, entramos.

 

No fundo da caverna, encontramos um salão com 3 quedas dágua. Duas formando um X e outra ao lado. A caverna estava rasa devido ao volume d’água. Um lugar espetacular!

 

(mais…)

Continue a ler

Canyon de Furnas

Localização: Capitólio, MG.
Estrada: aproximadamente 304km de Belo Horizonte.
Acesso a parte baixa: Somente por barcos
Acesso a parte alta: 100m de caminhada.
Características: Lago, cascatas e água esverdeada.

 

Percebemos uma curiosidade especial dos nossos leitores pela foto que publicamos no facebook e por isso decidimos adiantar essa postagem.

No ínício de 2014, viajamos para Carrancas, MG. E ao pesquisar sobre a cidade no google, encontramos uma fotografia dos Canyons de Furnas. E de cara nos apaixonamos!

 

O Canyon de Furnas ou Canyon de Capitólio, possui uma beleza exuberante. O acesso só pode ser feito por lanchas, chalanas ou escunas

Clique aqui e veja como foi o nosso trajeto até lá.

FONTE: GOOGLE

Não aguentamos esperar a mudança de clima e visitamos o canyon após uma longa temporada de estiagem. O que nos provocou uma tristeza (tristeza, mas não decepção).

 Dica: O Canyon fica ainda mais lindo fora de temporada de seca.

Quando chegamos, uma das quedas estava praticamente seca. E uma praia enorme se formou, devido ao nível do lago de furnas estar 17m abaixo do normal.

EM CLIMAS NORMAIS
DURANTE A NOSSA VISITA, DEPOIS DE LONGA TEMPORADA DE ESTIAGEM.

Mas ainda sim, foi lindo de se ver. Os barcos entram entre altos paredões e aos poucos, o ponto chave do Canyon é revelado. Uma extensa ‘bacia’, duas quedas encontram com as águas claras e esverdeadas do lago.

Ficamos curiosos pela visão da parte alta das cascatas. Subimos até lá.


O acesso até o alto é extremamente tranquilo. É só voltar a MG-050, e seguir sentido Oeste. Existe um acostamento para os veículos e as trilhas partem dali. É bom verificar esse ponto no GPS.

As trilhas se ramificam dando acesso as quedas d’água anteriores a cascata, e também ao mirante do Canyon.

Em 100m de caminhada, se chega a beira do despenhadeiro, de onde contemplamos uma visão magnífica de todo o lugar.

 

 

LOCALIZAÇÃO

 

ACESSO

Visitamos o Canyon através de um passeio de Chalana.

 Para ver sobre o passeio de Chalana, clique aqui. Do mesmo ponto de embarque dela, também partem lanchas e outros meios de transporte.

 

 

(mais…)

Continue a ler

Cachoeira Casca d’Anta (poço e topo)

Localização: Parque da Serra do Canastra, MG.
Estrada: aproximadamente 353 km de Belo Horizonte.
Trilha para o poço: 3km. Leia todo o post para melhores detalhes.
Características: Local imenso e maravilhoso.

Uma das atrações que decidimos visitar em nossa última viagem, foi a Cachoeira Casca d’Anta, na Serra da Canastra. É a segunda maior cachoeira de Minas Gerais, com seus 186m de queda livre d’água, perdendo apenas para a Cachoeira de Tabuleiro, com 273m.

A origem do nome Casca d’Anta, segundo os moradores mais antigos da região, recontada pelos guias locais, diz que próximo à cachoeira existia uma mata onde era predominante as árvores casca-d’anta. Árvore que tem esse nome na região devido à associação de se avistar antas, quando elas existiam em bandos por ali, utilizando-se das propriedades medicinais das cascas e das folhas.

Veja em 360° (clique e arraste a imagem ↓ )

A Cachoeira Casca d’Anta é o maior desnível presente no Rio São Francisco, formando-se quando o rio deixa o seu “berço” na Serra da Canastra, em Minas Gerais.

A infra-estrutura do parque é muito boa. A trilha partindo da Portaria 4 do Parque é leve, sendo tranquilo e fácil chegar ao poço da cachoeira.

Há banheiros, áreas para lanches e até pequena arquibancada para assistir a queda (ideal para quem não quer chegar até a beira do poço).

 

 

A motivação da chegada vai aumentando ao ouvir de longe o estrondo que as águas fazem ao cair.

 

Deslumbrante, assistir a queda da água. Parece movimentar-se em “câmera lenta” devido a sua imensidão.

Existem 2 caminhos para chegar a Cachoeira Casca d’Anta. Na primeira, entrando pela Portaria 1, a estrada leva diretamente a nascente do Rio São Francisco e depois para a parte alta da Casca d’Anta. A segunda, entrando pela Portaria 4, leva diretamente ao poço da Casca d’Anta.

E nós erramos o caminho! Uhu! (Pra variar, né.) Nós sabemos que vocês nunca vão querer viajar com a gente.. haha!

Foi assim: Queríamos conhecer a parte alta e a parte baixa da Casca d’Anta. E ao chegar na parte alta, visualizamos uma placa indicando uma trilha nomeada como “Trilha Difícil”.  Por não conseguir ver a continuação dela, não entendemos que a trilha na verdade, levava ao poço, exatamente onde queríamos chegar também.

Com isso, voltamos a Portaria 1, saímos do parque, fizemos toda a volta, para então chegar a parte baixa pela estrada. A vantagem foi poder ver paisagens maravilhosas, de automóvel na parte alta da Serra e também fazendo a volta nela.

Com facilidade e boa estrada, chegamos a Portaria 4 do Parque. Os automóveis devem ser estacionados ali.

A trilha que liga a parte alta ao poço da Casca d’Anta, fica do lado do esquerdo do quiosque, no campo aberto. Não é indicada para pessoas com fraqueza muscular exagerada ou idosos.

São 3 km de caminhada rumo ao topo, estando a 300m de elevação. Lugar com visão privilegiada, daqueles que provocam uma vontade de sentar-se por ali durante várias horas só para admirar a paisagem.

Devido a elevação, a vegetação é totalmente diferente da parte baixa, tendo a característica do cerrado.
estrada da parte alta

É bacana demais observar como é o curso das águas, antes que elas caiam por 186m. Logo ali no alto, visitamos também as quedas que seguem por grandes degraus, até chegar ao início da Cachoeira Casca d’Anta.

 

 

 Vlog

 

 

COMO CHEGAR

É aí que vem a hora de escolher.

Por qualquer um dos dois caminhos, é possível visitar a parte alta e a baixa.Veja:

(mais…)

Continue a ler

Conheça: Fechados

Localização: Minas Gerais
Habitantes:
Característica: Lindas Cachoeiras

É um Distrito pequeno, fica no pé da Serra do Cipó e longe de tudo, sendo necessário enfrentar 37km de estrada de terra para o acesso. Esse lugar é mágico! Possui cachoeiras maravilhosas e trilhas bacanas para caminhadas e grande contato com a natureza.  

Continue a ler

Cachoeira Véu da Noiva

Localização: São Thomé das Letras, MG
Estrada: ≅ 8,5km de automóvel, partindo do centro da Cidade.
Trilha: 50m | Íngreme, mas Leve | A pé
Características: Poço, familiar, sem tarifa.

O Véu da Noiva é uma cachoeira bem conhecida da Cidade, um dos pontos fortes do turismo local

Foto: Edu Lacerda | Tratamento: Vanessa

Ela é cercada de pedras e árvores grandes que dão um sombreiro bem legal.

A cachoeira possui um acesso fácil porém sem estacionamento. É necessário deixar o automóvel na estrada de terra, a 50m da cachoeira.

A trilha é por descida sobre raízes e pedras. E é bom para famílias e crianças, mas a descida é íngreme e pouco escorregadia.

Localização

No caminho de volta, ainda nos deparamos com uma surpresa. Ao anoitecer presenciamos um fenômeno incrível! Uma cortina de vagalumes que abrilhantaram a noite no terreno de um hotel na estrada, um espetáculo luminoso. Eram milhares sobre o gramado!

Tivemos sorte por estar com a câmera e tripé em mãos pra registrar o momento.


(mais…)

Continue a ler

Poço Parí

Poço Pari, Tabuleiro Conceição do Mato DentroLocalização: Tabuleiro, Conceição do Mato Dentro, Minas Gerais
Estrada: 750m de automóvel, partindo do Centro do Distrito Tabuleiro
Trilha: +200m | Leve | A pé, bike
Características: Poço grande, familiar, simples acesso

Conhecemos esse Poço, ao voltar da entrada para a Cachoeira do Tabuleiro (contamos sobre aqui).

Poço Pari Conceição do Mato Dentro Tabuleiro

O acesso pela estrada estava um tanto comprometido em fev/2014 devido a falta de reparos. Tivemos que deixar o carro numa encosta e subir a pé até lá.

Pagamos uma taxa de R$5 por pessoa na entrada.

A trilha é levinha, apenas 200m, estruturada com corrimão em bambu e escadas feitas na terra. Neste mesmo local funciona um camping com diária no valor de R$20,00 por pessoa, mas não acampamos por lá pois o carro não subiu o morro.

Localização


Chegando lá nos deparamos com um poço maravilhoso, uma piscina redonda toda cercada de grandes pedras e uma pequena praia com cascalhos em sua beira.

Poço Pari Conceição do Mato Dentro Tabuleiro nadando

Casal Turista Poço Pari Conceição do Mato Dentro Tabuleiro

Casal Turista Poço Pari Conceição do Mato Dentro Tabuleiro

É ótimo para famílias e idosos, devido ao fácil acesso e beleza garantida.

 

Curtiu?
Tenha um ótimo dia!
(mais…)

Continue a ler

Cachoeira do Tabuleiro

Localização: Tabuleiro, Conceição do Mato Dentro, Minas Gerais.
Estrada: 22km de automóvel, partindo do centro do município.
Trilha: ≅ 2,5km | Média/Pesada | A pé
Características: Local impressionante, Tarifa na entrada

 

Cachoeira do Tabuleiro | Mapa | MG | Conceição do Mato Dentro Cachoeira do Tabuleiro MG Conceição do Mato Dentro

 

Essa Cachoeira está localizada no Distrito de Tabuleiroaproximadamente a 20km do município Conceição do Mato Dentro. O Distrito possui poucas casas, um restaurante (que tem de reservar antes), campings e um pequeno posto de saúde. No caminho, fontes, rios e vegetação fechada complementam o visual. Chegamos lá por volta de 14h30, o que nos impossibilitou a entrada no parque que dá acesso à Cachoeira do Tabuleiro. Tivemos que retornar no dia seguinte.

A entrada só é permitida até as 14h.

Na volta passamos no Poço Pari (tem post sobre) para mergulhar um pouco. Nos hospedamos no camping (temos post sobre ele também) frente ao posto de saúde e dormimos cedo, afinal sabíamos que a trilha do dia seguinte seria pesada. Bem cedo acordamos e seguimos sentido ao parque, entrada para a Cachoeira. A estrada estava como talco, dificultou a subida em alguns trechos e cobriutodo vidro traseiro, haha.

Do centro de Tabuleiro até a Sede Administrativa (que é a entrada pro parque), são mais 2km de carro e após isso inicia a trilha a pé (linha verde no mapa a seguir).

Mapa Cachoeira do Tabuleiro MG Conceição do Mato Dentro

O parque possui uma estrutura bacana, um estacionamento médio e banheiro com chuveiro quente. Lá o celular não pega bem, oscila bastante todas as operadoras. Então antes de entrar, avise a mãe, irmãos, tios, todo mundo que você “não terá batido as botas”, só estará ausente. Na entrada, pagamos uma taxa de R$ 10,00 por pessoa e, pé na trilha!

 

A trilha

Indicamos que levem alimentos (barras de cereais, pães, sucos, alimentos leves) e ainda evitem bebidas alcoólicas! A trilha beira o despenhadeiro e a vertigem já é natural em locais assim, então álcool não combina em NADA por lá. O visual é deslumbrante!

A trilha é bem diversa, começa leve, com chão coberto de cimento e cascalho que segundo os funcionários do parque foi bancado por um pessoal gringo. Logo depois enfrentamos uma descida em “S” bem perigosa nas rochas, cheia de pirambeiras que caem lá no rio, é bem alto.

 

A hidrotrilha

Com bastante cuidado e calçados apropriados atravessamos este trecho e chegamos na hidrotrilha. As pedras são grandes, é pesado. Existem setas vermelhas pintadas nas rochas, indicando por onde continuar.

Ao aproximar da queda, o deslumbramento já é evidente. Fica inevitável não parar no caminho pra contemplar tanta beleza. A altura é de quebrar o pescoço! Lá do mirante (seguindo uma trilha anterior de 800m da entrada) é possível ver a cachoeira num ângulo bem legal, mas lá em baixo sem dúvida é muito mais show!

 

 

O Poço

Beleza, chegamos naquele poço gigante! Não tenho muita ideia de tamanho, mas acho que mais de 100m ponta a ponta. A água é escura devido a profundidade, mas ao chegar no raso em pequenas pedras, a água fica amarelada e doura com raios do sol. É incrível.

Tem várias pedras retas pra se acomodar. Aconselhamos prudência ao andar sobre elas, pois há rochas soltas e areia fofa. O volume d’água estava baixo e criava uma névoa ao cair e o mais legal é que o vento bate no paredão e refresca todo o local. O sol pela manhã fica no lado esquerdo e não ilumina bem o poço. A chuva provenientes da queda faz com que o frio domine o ambiente. Já no início da tarde, o sol começa a atingir o poço, aumentando o dourado, o calor e melhorando a iluminação do paredão. É a hora das fotos!

 

VLOG

 

Localização

O parque fecha as 17h e a administração solicita aos visitantes que retornem antes desse horário, afinal a trilha demora aproximadamente uma hora.

(mais…)

Continue a ler

Conheça Carrancas

Carrancas pra nós, foi um destino totalmente sem planejamento. Estávamos em Pouso Alegre no final do ano e partiríamos para São Thomé logo mais para o reveillon.

Ao encontrar com nossos primos Karem e Régis, fomos informados sobre Carrancas e seu grande número de atrativos naturais. Visualizamos algumas fotos e não deu outra: De São Thomé, saímos pra Carrancassem conhecer absolutamente nada por lá.

 Recomendação: Saque dinheiro e abasteça o automóvel antes de partir pra Cidade.

 

A gente tinha tempo de sobra na época da viagem devido a nossas férias, então não tivemos problemas com a tal falta de planejamento.

Sair sem rumo é uma delícia e nós amamos. Porém, ter conhecimento sobre o local com antecedência, te faz economizar tempo, certo? Pensando nisso, seguem alguns dados importantes.

 

Como chegar?

de Belo Horizonte: 286km  •  de São Paulo: 411km  •  do Rio de Janeiro: 421km

 

O que ver e fazer?

Ficamos impressionados com a curta distância das cachoeiras e piscinas naturais partindo do centro, era pertinho. A mais distante era o Complexo da Zilda, uma região com 4 quedas principais e uma hidrotrilha que leva a um Canyon.

Listamos aqui as principais atrações. A lista está separada por grupos, indicando os atrativos que ficam bem próximos entre si.

 

1) Poço da esmeralda • Poços da Vargem Grande
2) Cachoeira da Serrinha •  Cachoeira da Fumaça • Cachoeira Véu da Noiva
3) Poço do Coração  •  Queda da Toca  •  Gruta da Toca
4) Cachoeira do Moinho • Cachoeira do Tico Tico • Gruta da Ponte
5) Poço da Canôa • Poço do Pulo • Cachoeira Tira Prosa
6) Cachoeira do Turco
7) Complexo da Zilda • Canyon da Zilda • Escorrega  • Gruta da Zilda
8) Cachoeira Grão Mongol

Em 4 dias nós conhecemos uma média de 28 atrativos naturais pela Cidade. Disponibilizamos também o roteiro que fizemos, já leu?

 

 

Onde ficar?

Ficamos hospedados em um Camping (e dale economia!) com chuveiro quente, no centro da cidade. O valor foi R$20 por pessoa/dia.

Existem também várias pousadas e hotéis na Cidade. Segue lista.

  • Aconchego da Serra (Tem post sobre)
  • Camping da Ponte
  • Pousada das Candeias
  • Camping da Ponte
  • Pousada Mirante Serra Verde
  • Pousada Sete Quedas
  • Pousada Mahayana
  • Pousada Céu e Serra
  • Verdes em Cantos Pousad
  • Pousada Eldorado das Gerais
  • Pousada Serra da Paz
  • Camping e Pousada da Toca
  • Pousada Roda Viva
  • Pousada Caminho das Águas
  • Hotel Fazenda do Engenho
  • Pousada Carrancas
  • Hotel Fazenda Marinho

 

Onde se alimentar?

Experimentamos 3 lugares, porém existem outros pela cidade.

Restaurante em Carrancas

 

Em caso de dúvidas, envie um comentário.
Tenha um ótimo dia!

(mais…)

Continue a ler