Cachoeira Casca d’Anta (poço e topo)

Localização: Parque da Serra do Canastra, MG.
Estrada: aproximadamente 353 km de Belo Horizonte.
Trilha para o poço: 3km. Leia todo o post para melhores detalhes.
Características: Local imenso e maravilhoso.

Uma das atrações que decidimos visitar em nossa última viagem, foi a Cachoeira Casca d’Anta, na Serra da Canastra. É a segunda maior cachoeira de Minas Gerais, com seus 186m de queda livre d’água, perdendo apenas para a Cachoeira de Tabuleiro, com 273m.

A origem do nome Casca d’Anta, segundo os moradores mais antigos da região, recontada pelos guias locais, diz que próximo à cachoeira existia uma mata onde era predominante as árvores casca-d’anta. Árvore que tem esse nome na região devido à associação de se avistar antas, quando elas existiam em bandos por ali, utilizando-se das propriedades medicinais das cascas e das folhas.

Veja em 360° (clique e arraste a imagem ↓ )

A Cachoeira Casca d’Anta é o maior desnível presente no Rio São Francisco, formando-se quando o rio deixa o seu “berço” na Serra da Canastra, em Minas Gerais.

A infra-estrutura do parque é muito boa. A trilha partindo da Portaria 4 do Parque é leve, sendo tranquilo e fácil chegar ao poço da cachoeira.

Há banheiros, áreas para lanches e até pequena arquibancada para assistir a queda (ideal para quem não quer chegar até a beira do poço).

 

 

A motivação da chegada vai aumentando ao ouvir de longe o estrondo que as águas fazem ao cair.

 

Deslumbrante, assistir a queda da água. Parece movimentar-se em “câmera lenta” devido a sua imensidão.

Existem 2 caminhos para chegar a Cachoeira Casca d’Anta. Na primeira, entrando pela Portaria 1, a estrada leva diretamente a nascente do Rio São Francisco e depois para a parte alta da Casca d’Anta. A segunda, entrando pela Portaria 4, leva diretamente ao poço da Casca d’Anta.

E nós erramos o caminho! Uhu! (Pra variar, né.) Nós sabemos que vocês nunca vão querer viajar com a gente.. haha!

Foi assim: Queríamos conhecer a parte alta e a parte baixa da Casca d’Anta. E ao chegar na parte alta, visualizamos uma placa indicando uma trilha nomeada como “Trilha Difícil”.  Por não conseguir ver a continuação dela, não entendemos que a trilha na verdade, levava ao poço, exatamente onde queríamos chegar também.

Com isso, voltamos a Portaria 1, saímos do parque, fizemos toda a volta, para então chegar a parte baixa pela estrada. A vantagem foi poder ver paisagens maravilhosas, de automóvel na parte alta da Serra e também fazendo a volta nela.

Com facilidade e boa estrada, chegamos a Portaria 4 do Parque. Os automóveis devem ser estacionados ali.

A trilha que liga a parte alta ao poço da Casca d’Anta, fica do lado do esquerdo do quiosque, no campo aberto. Não é indicada para pessoas com fraqueza muscular exagerada ou idosos.

São 3 km de caminhada rumo ao topo, estando a 300m de elevação. Lugar com visão privilegiada, daqueles que provocam uma vontade de sentar-se por ali durante várias horas só para admirar a paisagem.

Devido a elevação, a vegetação é totalmente diferente da parte baixa, tendo a característica do cerrado.
estrada da parte alta

É bacana demais observar como é o curso das águas, antes que elas caiam por 186m. Logo ali no alto, visitamos também as quedas que seguem por grandes degraus, até chegar ao início da Cachoeira Casca d’Anta.

 

 

 Vlog

 

 

COMO CHEGAR

É aí que vem a hora de escolher.

Por qualquer um dos dois caminhos, é possível visitar a parte alta e a baixa.Veja:

 

PORTARIA 1
para visitar primeiro, a parte alta
:

1) Para essa rota, é preciso seguir até São Roque de Minas.
2) Peça informação por lá mesmo, para seguir até a Portaria 1 do Parque da Serra da Canastra.
3) Esclareça suas dúvidas na Portaria. Dali em diante, o caminho é guiado com placas.
A parte alta da Cachoeira Casca d’Anta, fica a 37km, partindo da Portaria 1. O automóvel pode ir até lá, restando apenas 200m de trilha para percorrer a pé.

 

PORTARIA 4,
para visitar primeiro, a parte baixa:

1) Para essa rota, é preciso seguir até Vargem Bonita.
2) De lá, seguir para São José do Barreiro
3) E então seguir para a Portaria 4 da Serra da Canastra.
4) O automóvel deve ser estacionado ali na Portaria 4. Os 3km restantes, devem ser feitos a pé ou bike.
A rota partindo da Portaria 1, leva diretamente a Parte Baixa da Casca d’Anta. 

 

Enfim, nós recomendamos demais esse lugar. É surpreendente!

 

 

 

Esse post foi útil? Curtiu? Então deixa um like pra gente saber.

Marcado com , ,

One thought on “Cachoeira Casca d’Anta (poço e topo)

  1. Adorei a dica! Já esta na minha lista para o próximo destino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *